domingo, 18 de maio de 2008

Peça para 1 ator, 1 atriz



AO PRIMEIRO QUE VIU A MARÉ

Personagens
VINDINHA
JESUÍNO


de
Ruy Jobim Neto

...........................

(a cena se passa diante do mar, de madrugada)


JESUÍNO
(está agachado e sorri muito) VINDINHA! OLHA ISSO!

VINDINHA
ISSO O QUÊ, JESUÍNO? O QUE CÊ TÁ VENDO?

JESUÍNO
(rindo muito)
A BALEIA! EU VI! ASSIM QUE BATEU A ONDA, ELA APARECEU! E FOI COM TODA A CAUDA PRUM LADO!

VINDINHA
VAMO SIMBORA, HÔMI.

JESUINO
DEIXA DISSO, VINDINHA! É LINDO POR DEMAIS!

VINDINHA
NÃO É BALEIA, NÃO, JESUÍNO. É VISAGEM TUA, NÃO VÊ?

JESUÍNO
É BOM SINAL, VINDINHA! É BOM SINAL!

VINDINHA
SINAL DE QUÊ?

JESUINO
(vai até ela) SINAL DE FARTURA! DE BOA PESCA! DE MAR ABERTO, SOL O ANO INTEIRO! DE QUE EU E VOCÊ VAMOS NOS CASAR!

VINDINHA
QUE SINAL É ESSE, HOMI DE DEUS? (ri) FICOU LOUCO, É?

JESUINO
NÃO, VINDINHA! EU TE AMO E TU SABE DISSO! A GENTE VAI SE CASÁ, VAI TER FESTA BONITA AQUI NA ALDEIA! TODOS OS HOMIS DA REGIÃO VÃO FICAR SE BABANDO DE EU TAR ME CASANDO COM A MOÇA MAIS BONITA, MAIS FORMOSA DAQUI.

VINDINHA
CÊ NUNCA ME PERGUNTOU ISSO.

JESUINO
CLARO QUE PERGUNTEI. EU TE PERGUNTEI SE VOCÊ QUER SE CASAR COMIGO.

VINDINHA
QUANDO? NÃO ME ALEMBRO.

JESUINO
EU TE PERGUNTEI EM MEUS SONHOS. E NOS MEUS SONHOS VOCÊ VINHA LINDA, TODA LINDA COMO TÁ AGORA, VINHA DE VÉU E GRINALDA. E COM UMAS FLORES BONITAS QUE NEM TE CONTO!

VINDINHA
CÊ É MESMO MUITO MALUCO, JESUÍNO. MAL TEM PRO TEU PRÓPRIO SUSTENTO, NEM DEIXOU DE MORAR COM TUA MÃE AINDA, E QUER SE CASÁ COMIGO, ASSIM, DO NADA?

JESUINO
NÃO É DO NADA, VINDINHA! EU TE GOSTO FAZ TEMPO! MINHA MÃE E TODA A ALDEIA SABE DISSO, TODO MUNDO, ATÉ A BALEIA SABE DISSO.

VINDINHA
CÊ É MESMO MUITO MALUCO. ATÉ A BALEIA? (ri)

JESUINO
ELA MESMA. FOI UM PEDIDO QUE EU FIZ PRA ELA.

VINDINHA
MAS NINGUÉM FAZ PEDIDO PRUMA BALEIA, JESUINO. SÓ VOCÊ MESMO.

JESUINO
POR ISSO, VINDINHA! EU QUERIA SER DIFERENTE, FAZER DIFERENTE! E QUANDO ABRISSE A MARÉ, QUANDO EU OUVISSE ELA CANTANDO, LÁ NO MEIO DO MAR ABERTO, BATENDO A CAUDA PRUM LADO E PRO OUTRO, AH, ELA IA SABER, E EU TAMBÉM. É SINAL DE BOA VENTURANÇA!

VINDINHA
E TUA MÃE? O QUE ELA FALA DISSO?

JESUINO
DE A GENTE SE CASÁ?

VINDINHA
NÃO! DISSO TAMBÉM, MAS...DESSA HISTÓRIA TUA DESSE TEU PEDIDO AÍ, PRA BALEIA! NÃO ERA MAIS CERTO ACENDER UMAS VELAS PRA SANTO ANTONIO?

JESUINO
TODO MUNDO FAZ ISSO, VINDINHA! TODO MUNDO ACENDE VELA PRA SANTO ANTONIO. MAS EU TE GOSTO, EU QUERO SER TEU HOMI, E POR ISSO EU FIZ DIFERENTE.

VINDINHA
CASÁ COMIGO?

JESUINO
É A COISA QUE EU MAIS QUERO NESSE MUNDO, VINDINHA!

VINDINHA
UM HOMI QUE FAZ UM PEDIDO PRUMA BALEIA? PRA BALEIA ATENDÊ? EU NÃO SEI SE QUERO ISSO PRA MIM, NÃO, JESUINO.

JESUINO
OXE, QUE ESTRANHO. POR QUE TU NÃO QUÉ, VINDINHA? NÃO GOSTA DE MIM?

VINDINHA
GOSTÁ, GOSTÁ, EU GOSTO, JESUINO! (ele se aproxima, ela se afasta) MAS NÃO ASSIM. NÃO DESSE JEITO.

JESUINO
ARRE, VINDINHA! QUE JEITO?

VINDINHA
ESSA ESQUISITICE.

JESUINO
NÃO TEM ESQUISITICE NENHUMA, VINDINHA! TEM SÓ EU E VOCÊ!

VINDINHA
E ESSA BALEIA!

JESUINO
EU SÓ FIZ UM PEDIDO PRA ELA, MAIS NADA.

VINDINHA
E ELA ATENDEU?

JESUINO
NÃO SEI AINDA. FALTA VOCÊ DIZER.


VINDINHA
EU JÁ FALEI QUE ASSIM DESSE JEITO EU NÃO VOU TER NADA CONTIGO NÃO, JESUINO.

JESUINO
MAS VOCÊ ME GOSTA? COMO DISSE AGORA HÁ POUCO?

VINDINHA
GOSTO.

JESUINO
ENTÃO, VINDINHA. VAMO SELÁ ISSO TUDO COM UM BEIJO.

VINDINHA
EU NÃO SEI SE QUERO TE BEIJÁ. EU NÃO VOU QUERER BEIJAR ALGUÉM ASSIM, DIANTE DA PRAIA, PRUMA BALEIA VÊ. COMO SE ELA FOSSE ABENÇOÁ.

JESUINO
(ri) TU TÁ MANGANDO DE MIM QUE EU SEI.

VINDINHA
EU NÃO FICO MANGANDO COM ESSAS COISAS NÃO, JESUINO. ISSO É MUITO PRECIOSO PRA MIM, É MINHA VIDA.É MEU FUTURO. E VOCÊ NEM TEM BARCO AINDA. PRA COMPRAR UM BARCO VAI PRECISAR DE MUITO DINHEIRO, MUITA LIDA.

JESUINO
MAS EU NÃO TENHO MEDO DE NADA DISSO NÃO, VINDINHA.

VINDINHA
ENTÃO FAZ UMA COISA PRA MIM. PRA EU ME CASAR CONTIGO.

JESUINO
COMPRAR UM BARCO? EU COMPRO UM BARCO E A GENTE SE CASA?

VINDINHA
ANTES DISSO.

JESUINO
É SÓ TU DIZER, VINDINHA. O QUE QUE É PRECISO FAZER?

VINDINHA
(tempo) CÊ PEGA ESSA BALEIA PRA MIM.

JESUINO
ARRE! FICOU LOUCA, É? A BALEIA? JUSTO A BALEIA? JUSTO ELA? FOI PRA ELA QUE EU FIZ O PEDIDO, VINDINHA! EU NÃO POSSO MATAR A BALEIA! EU NÃO POSSO FAZER ISSO!

VINDINHA
VOCÊ PEGA A BALEIA E EU CASO CONTIGO.

JESUINO
ISSO NÃO, VINDINHA. FAZ ISSO, NÃO.

VINDINHA
QUE AMOR É ESSE QUE VOCÊ ME TEM?

JESUINO
VOCÊ QUER UMA PROVA DE AMOR, VINDINHA?

VINDINHA
SE VOCÊ PEGAR ESSA BALEIA, TODOS OS HÔMIS DA ALDEIA E DA REGIÃO, TODOS ELES VÃO TE RESPEITÁ. E QUANDO TU FOR RESPEITADO, TUA MÃE VAI ENTENDER QUE O FILHO DELA PRECISA DE ARRANJÁ UMA ESPOSA. E AÍ VOCÊ COMPRA O BARCO, VAI TER O DINHEIRO PRA IR PRO MAR ABERTO, PRA CONTRATÁ PESCADOR, E PRA COMPRAR NOSSA CASA TAMBEM, JESUINO.

JESUINO
EU NÃO POSSO MATAR A BALEIA, VINDINHA. NÃO ME PEDE ISSO.

VINDINHA
FAZ A CONTA, HÔMI. VÊ SE EU NÃO TÔ CERTA.

JESUINO
EU NÃO PRECISO PROVÁ QUE EU TE GOSTO. NÃO BASTA VOCÊ OLHÁ NOS MEUS OLHOS? EU SOU HÔMI DE BEM, VINDINHA. SE EU FIZ PROMESSA PRA BALEIA EU NÃO POSSO MATAR JUSTAMENTE ELA!

VINDINHA
ELA ATENDEU O PEDIDO?

JESUINO
EU NÃO VOU MATAR A BALEIA, VINDINHA!

VINDINHA
SÓ TU VIU AQUELA BALEIA, SE É QUE É MESMO UMA BALEIA, JESUINO! SE TU VIU, A BALEIA É TUA, É PRA TU PEGAR E GANHAR DINHEIRO COM ELA. AÍ VOCÊ VAI PODER PENSAR EM MIM.

JESUINO
ARRE, MULHÉ! EU PENSO EM TU O TEMPO TODO!

VINDINHA
EM ME TER COMO TUA MULHÉ, JESUINO. EU PENSO NESSAS COISAS. E VOU QUERER ME CASAR COM UM HÔMI QUE TOMA UMA DECISÃO! QUE PENSA NO FUTURO DELE. QUE SE VÊ NUMA CASA, COM A MULHÉ, COM OS FILHOS, E QUE VAI QUERER UMA VIDA DECENTE QUANDO FICAR VELHO!

JESUINO
TU SABE COMO É QUE EU VEJO ISSO?

VINDINHA
NÃO.

JESUINO
EU IMAGINO EU E TU CORRENDO MUNDO AFORA.

VINDINHA
LONGE DAQUI?

JESUINO
É.

VINDINHA
MAS MINHA FAMILIA TÁ AQUI, JESUINO.

JESUINO
QUE É QUE TEM? A MINHA TAMBÉM. A GENTE NÃO PODE SER EGOISTA, VINDINHA. A GENTE TEM UM MUNDO A CORRER POR AÍ. PRA CORRER JUNTO UM DO OUTRO.

VINDINHA
NÃO PRECISA SER TÃO LONGE.

JESUINO
O FILHO NÃO É FEITO PRA GENTE, É FEITO PRO MUNDO. NÃO SEI QUEM FOI QUE FALOU ISSO.

VINDINHA
AÍ É QUE TÁ! PRA TU SE CASAR COMIGO, PRA CORRER O MUNDO JUNTINHO DE MIM, É PRECISO FAZER ALGUMA COISA. ALGO DE GRANDE.

JESUINO
MAS EU FAÇO ALGO DE GRANDE, VINDINHA. É TU QUE EU AMO.

VINDINHA
MAIOR QUE ISSO.

JESUINO
(ri) NÃO TEM NADA MAIOR QUE ISSO.

VINDINHA
ALGUMA COISA QUE FAÇA VALER.


JESUINO
NÃO ME PEDE ISSO DE NOVO, NÃO, VINDINHA. EU NÃO VOU MATÁ A BALEIA, POR NADA NESSE MUNDO.

VINDINHA
E POR MIM?

JESUINO
AGORA TAMBÉM NÃO SEI MAIS.

VINDINHA
É TAO RUIM ASSIM O QUE EU FALEI, JESUINO? TODO MUNDO QUER UM LUGAR NO MUNDO, E EU SEI QUE ATÉ TU TAMBÉM QUÉ. PENSA QUE EU NÃO SEI?

JESUINO
A BALEIA EU NÃO MATO.

VINDINHA
QUE PESCADOR TU É, JESUINO? VAI FICAR A VIDA TODA TRABALHANDO PRA CONTRATADOR, PEGANDO UMAS MIGALHAS DE CAMARÃO A VIDA TODA, NESSA PORCARIA DE EXISTÊNCIA?

JESUINO
EU QUERO MAIS PRA MIM, VINDINHA.

VINDINHA
ENTÃO TOMA A DECISÃO. E DEPOIS FALA COMIGO.

JESUINO
AS COISAS DA VIDA NÃO SE DECIDE DESSA FORMA NÃO.

VINDINHA
EU JÁ DISSE QUE EU SOU MULHÉ, JESUINO. QUERO MAIS DESSA VIDA.

JESUINO
MAIS?

VINDINHA
POR ISSO EU NÃO VOU TE DAR NENHUM BEIJO E NEM TE RESPONDER A TUA PERGUNTA. NÃO DIANTE DESSA BALEIA. VAMBORA, HOMI. VÊ SE DESCANSA TUA CABEÇA E PENSA NESSAS COISAS QUE EU TE DISSE.

JESUINO
PODE IR, VINDINHA. EU VOU FICAR MAIS UM TEMPO. VOU OLHAR PRO MAR ABERTO E PENSAR AQUI COMIGO. QUIETO NO MEU CANTO. ESPERÁ O SOL RAIÁ E SER O PRIMEIRO A VER A MARÉ. EU VOU PENSAR EM TU, VOU PENSAR EM MIM, E VOU PENSAR EM TUDO.


VINDINHA
TÁ BEM, MAS EU TENHO CÁ PRA MIM UMA COISA, JESUINO.

JESUINO
O QUÊ?

VINDINHA
QUE ESSA BALEIA TODA TÁ É AÍ, DENTRO DA TUA CABEÇA.

JESUINO
DORME BEM, VINDINHA.

(Vindinha sai)

JESUINO
(está agachado, como no início da cena) BALEIA. ME DIZ AQUI. FALA PRA MIM. JOGA TUA CAUDA PRUM LADO E PRO OUTRO. GRITA, CANTA, ISSO... ASSIM... PRA MIM... MERGULHA BEM SUAVE, JOGA TEU CORPO, CHAMA TEU FILHOTE. SEGUE MAR ABERTO E BEM DISTANTE, BEM SEGURA. EU, DO MEU LADO, AQUI, TE ABENÇÔO. SEGUE BEM E SEGUE EM PAZ, MINHA AMIGA. SEGUE. ISSO. ASSIM. EU FIZ O PEDIDO, TU ME OUVIU. MAS NÃO TEM A PRECISÃO DE FICAR ME ATENDENDO NÃO. TU TEM MAIS COISA PRA FAZER. TEM QUE CUIDAR DO TEU FILHOTE, TEM QUE SUMIR DA VISTA DAQUELE QUE QUÉ TE PESCÁ. TEM QUE SER LIVRE. VOCÊ É MÃE, TEM FILHO. NÃO TEM QUE GOSTÁ DE ALGUÉM SÓ PORQUE ESSE ALGUÉM TE FALA COISAS. VOCÊ SÓ OUVE O MAR. EU QUERIA SÓ PODER OUVIR O MAR. POR ISSO VOU FICAR AQUI, CONTIGO, VENDO TUA LIBERDADE. EU TU VAI CANTAR PRO TEU FILHOTE E PRA MIM TAMBÉM. CANTAR PRO PRIMEIRO QUE VIU A MARÉ. (sorri)

(luz fecha em resistência, ao som de baleias e do mar)


FIM

O texto acima está protegido pelas Leis brasileiras de Direito Autoral. É obrigatório que se solicite permissão para ser montado. Não fazê-lo será passível de ações legais. Para solicitação, falar com o autor: jobimneto.ruy@gmail.com



Free counter and web stats

5 comentários:

Walmir disse...

Mano Ruy, acabei de ler o texto da Baleia. Um conflito interessante, original, ligado a velhos mitos das provas de amor.
Grande abraco
Walmir
http://walmir.carvalho.zip.net

Ruy Jobim Neto disse...

Obrigado, maníssimo Walmir!
também estou com sua dramaturgia em livro aqui (estou feliz que só), assim que ler o livro com as 3 peças, eu comento!!!!!!!!!!!!!!!!
abraçoooooooooo
R

dan disse...

Olá, Ruy.
Vi a divulgação do seu blog no orkut.
Li três dos seus textos. Todos têm uma sensibilidade especial.
Lindo este.
Li em voz alta, me divertindo e me emocionando, conversando com a Baleia. rs
Parabéns!
Abraços,
Danillo Sangioy.

Ruy Jobim Neto disse...

Obrigado, Danillo.
fico feliz que tenha gostado!
Ruy

Anônimo disse...

Olá,adorei os seus textos,pena que sejam mais para adultos,adoro contar essas histórias para crianças,mas memo assim está ótimo.
Prabéns.